Próximo passo é financiamento imobiliário no smartphone

Publicado em 10 de outubro de 2017 por Vanessa Pessoa


(Valor Online – Finanças – 10/10/2017)

Sérgio Tauhata

Na corrida pela inovação, as soluções para facilitar a contratação de crédito têm sido o carro-chefe dos grandes bancos. Após a automatização das linhas para veículos, de crédito consignado e linhas de empréstimos pessoais pelos aplicativos, as instituições financeiras agora se voltam para realizar o mesmo processo com o financiamento habitacional.

O Banco do Brasil, por exemplo, lançou no fim de agosto a primeira fase do crédito imobiliário via aplicativo móvel. Segundo Marco Mastroeni, diretor de negócios digitais do BB, o cliente do banco já consegue, neste momento, simular o financiamento e efetuar a solicitação do empréstimo por meio do celular. A agência então faz o contato com o solicitante e dá andamento ao processo. Até o fim do ano, afirma o diretor do banco estatal, a contratação da linha vai contar com a mesma automatização do crédito para veículos. “A pessoa vai subir a documentação pelo próprio celular, ou seja, fotografar a documentação e enviar pelo smartphone e fazer todo o processo pelo dispositivo móvel”, afirma.

Mesmo ainda parcialmente automatizado, a facilidade levou, apenas na primeira semana de funcionamento, a 669 mil simulações de parcelamento, das quais 26 mil se tornaram pedidos efetivos de crédito para compra de imóveis. “Metade dessas simulações vieram de CPFs diferentes”, conta Mastroeni.

O Bradesco também pretende lançar um simulador de financiamento habitacional no aplicativo até o fim do ano. “Já temos uma ferramenta do gênero na internet e vamos migrá-la para o celular”, afirma Marcelo Frontini diretor de canais digitais.

O Santander disponibiliza desde o fim de julho uma plataforma para a contratação de crédito imobiliário on-line. Os interessados podem simular, aprovar o crédito, enviar os dados e os documentos necessários pelo celular ou computador. Conforme o banco, só é necessário ir à agência no momento da assinatura do contrato. “Com isso, o prazo médio para a finalização do processo caiu dos atuais 60 dias para apenas 30″, afirma Cassius Schymura, diretor de CRM e plataforma multicanal da instituição.

A Caixa Econômica Federal, o maior fornecedor de crédito imobiliário do mercado, oferece aos clientes um aplicativo de empréstimo habitacional, no qual se pode fazer simulações ou, no caso de pessoas que já têm financiamentos com o banco, consultar o saldo, emitir a segunda via de boletos e até fazer amortização de saldo devedor.

Muitos aplicativos bancários também já comparam e selecionam as linhas de crédito para oferecer opções mais baratas. “O cliente solicita o crédito e recebe a melhor solução dentro do banco”, diz Schymura, do Santander. No Bradesco, “por meio do celular a gente mostra com muita transparência qual a taxa de juros e se existe uma linha mais barata do que aquela que a pessoa está pedindo”, afirma Frontini.

Além do crédito para veículos e habitacional, a modalidade consignado, com desconto da prestação direto na folha de pagamento, também tem sido um dos carros-chefes para praticamente todas as grandes instituições. “A contratação pelo celular está explodindo, a gente está gerando só neste ano mais de R$ 2 bilhões de crédito que o cliente pediu espontaneamente pelos dispositivos móveis”, afirma Frontini, do Bradesco.


SIGA-NOS NO TWITTER