COMO FUNCIONA NOSSO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO

1 Crie uma conta no site
2 Escolha um curso
3 Realize seu pagamento on-line
Caso tenha alguma dificuldade envie e-mail contato@ibrafi.org.br. Obrigado!

FALE CONOSCO

Seg. a Sex. 9:00 - 18:00
Tel: (11) 3286-4855
contato@ibrafi.org.br

Minha Casa somou 78% dos lançamentos de imóveis desde 2008

29/11/2017 / Categorias Mercado imobiliário
Post Image

Maior programa habitacional da história recente do País, o Minha Casa Minha Vida respondeu por 77,8% dos lançamentos imobiliários entre 2008 e 2017, disse a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc).

No periodo, as incorporadoras imobiliárias lançaram um total de 6,3 milhões de unidades entre 2008 e 2017 dentro do bojo do programa do governo federal revelava o estudo feito em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

De acordo com a pesquisa, os empreendimentos de médio e alto padrão corresponderam a 20,7% dos lançamentos desde 2008 até agosto deste ano, enquanto imóveis comerciais representaram 1,6%.

Segundo o economista da Fipe, Eduardo Zylberstajn o setor respondeu pela criação média de 1,9 milhão de empregos por ano em todo o país entre 2010 e 2017. “O pico da geração de empregos foi em 2014, quando foram gerados 2,5 milhões de vagas.”

O levantamento revelou ainda que a arrecadação de impostos com incorporação imobiliária e atividades lidadas ao setor somou R$ 157,4 bilhões entre 2010 e 2017, ou cerca de R$ 19,7 bilhões ao ano, tendo como ponto máximo os R$ 25 bilhões gerados em 2014. “O setor influencia diretamente na oferta e melhoria das condições de infraestrutura, moradia e mobilidade urbana, produzindo impactos sobre a produção, o emprego e a arrecadação de impostos em diferentes setores e em todo o País”, afirma Luiz Antonio França, presidente da Abrainc.

Sobre o futuro, o executivo afirma que a retomada da economia já pode ser percebida nos indicadores industriais e que as atividades de incorporação imobiliária e as reformas são cruciais para o Brasil sair da recessão. “O governo está ciente dos problemas enfrentados e busca reduzir os custos. A reforma da previdência é o próximo marco dessa fase”, afirmou França durante o lançamento da campanha “Do mesmo lado”, que visa colocar o segmento como parceiro do governo para a retomada.

Apesar do ideal, ele ressalta que questões como regulamentação dos distratos são fundamentais para que as construtoras voltem a investir mais no mercado.

  • Pin It




ACESSE SUA ÁREA DO ALUNO

CRIAR CONTA

ESQUECE OS SEUS DETALHES?

TOPO