COMO FUNCIONA NOSSO PROCESSO DE CONTRATAÇÃO

1 Crie uma conta no site
2 Escolha um curso
3 Realize seu pagamento on-line
Caso tenha alguma dificuldade envie e-mail contato@ibrafi.org.br. Obrigado!

FALE CONOSCO

Seg. a Sex. 9:00 - 18:00
Tel: (11) 3286-4855
contato@ibrafi.org.br

Preço sobe após quatro meses

14/11/2017 / Categorias Imposto

O preço médio do metro quadrado dos imóveis à venda no Brasil subiu de 1,14%, entre os meses de setembro e outubro de 2017, após quedas constantes desde março. As informações são do medidor de preços Índice Properati-Hiperdados (IPH).

Ainda assim, os valores acumulados ainda estão negativos. Se considerada apenas a variação ocorrida em 2017, o saldo é de -1,41%. Já em doze meses o metro quadrado brasileiro sofreu uma desvalorização de 2,72%.

Segundo o diretor das operações da Properati no Brasil Renato Orfaly, a valorização do metro quadrado no Brasil é um indício da retomada que o mercado imobiliário terá no próximo ano.

“Nossos clientes, construtoras e imobiliárias mostraram otimismo nas últimas semanas, tanto pela melhora nas vendas, quanto no aumento dos seus investimentos em mídia conosco. É um bom indício da retomada de confiança que deverá ganhar força em 2018, dadas as boas expectativas em relação à redução das taxas de juros e desemprego”, pontua.

Praças - Em São Paulo (SP) o preço dos imóveis voltou a subir depois de meses em queda, ficando em R$ 8.028 (+0,63%). Vale lembrar que entre agosto e setembro os valores na capital paulista ficaram abaixo da casa dos R$ 8 mil (chegando a R$ 7.978) pela primeira vez na série histórica do indicador.

O metro quadrado mais caro do Brasil continuou sendo o do Rio de Janeiro, que valorizou 0,94% entre setembro e outubro, chegando a R$ 9.432. Dessa forma, o saldo do acumulado em doze meses é positivo para , com valorização de 10,58% no período.

Já a catarinense Balnerário Camboriú continua ocupando o segundo lugar no ranking, com o metro quadrado custando, em média, R$ 8.905. Nos últimos doze meses, os imóveis da cidade valorizaram mais de 10%. Em Brasília o metro quadrado está custando R$ 5.406; em Belo Horizonte, R$ R$ 5.539. Já Porto Alegre fechou outubro em R$ 5.723.

Das cinquenta cidades avaliadas, o valor do metro quadrado apresentou queda nos últimos doze meses em vinte. A cidade que sofreu maior desvalorização foi Cabo Frio (RJ), com desvalorização de 14,28%. Na outra ponta, a maior valorização foi encontrada em João Pessoa (SP), com 12,75%.

Por: (DCI – Serviços – 13/10/2017)

  • Pin It




ACESSE SUA ÁREA DO ALUNO

CRIAR CONTA

ESQUECE OS SEUS DETALHES?

TOPO