Mensagem do Presidente

“Como um dos mais importantes braços do Sistema Financeiro Nacional (SFN), o Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) alcançou patamares crescentes na última década e hoje seus ativos correspondem a cerca de 9% do Produto Interno Bruto (PIB). Mas é agora, num momento em que a economia brasileira se ajusta a enormes desafios, que o SBPE tem de enfrentar o dilema de desenvolver mecanismos inovadores para retomar a escala ou acomodar-se.

Está claro que a opção é aperfeiçoar o modelo institucional do SBPE: fortalecer as garantias jurídicas das operações de empréstimo e revigorar seus instrumentos de captação de recursos, criando assim uma agenda positiva para produtores de habitação, mutuários e instituições financeiras.

Várias etapas precisarão ser percorridas para cumprir essa missão. Primeiro, estimular o debate de ideias sobre o SBPE e o SFH. O objetivo é melhor atender à demanda de crédito tanto de incorporadores e construtores como de mutuários finais. Cabe conhecer bem os tomadores de crédito, que estão em todas as faixas sociais e empresas dos mais diversos portes.

Segundo, questões já discutidas devem logo se transformar em projetos. E de projetos em realidade. O aprimoramento do SBPE passa pela segurança jurídica dos contratos, que avançou com a alienação fiduciária de bem imóvel, o patrimônio de afetação, o registro eletrônico dos contratos, a concentração dos ônus na matrícula. Em resumo, com os mecanismos do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI). É tempo de rever e introduzir inovações institucionais nos moldes dos sistemas mais desenvolvidos do mundo.

Terceiro, manter o crédito imobiliário como segmento de notável importância econômica, grande contribuinte para a poupança e para o financiamento da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF).

Avançar nessa agenda só será possível com quadros cada vez mais qualificados e altamente preparados. Esse é o papel do Instituto Brasileiro de Estudos Financeiros e Imobiliários (Ibrafi), o braço educacional da Abecip que já formou milhares de profissionais do setor. Mais uma vez sua atuação será essencial para que o SBPE recicle sua força de trabalho e atenda a demandas múltiplas e diversificadas.

Constituído em 1995, o Ibrafi já tem excelente folha de serviços prestados ao crédito imobiliário. Em sua história, o Ibrafi contratou os melhores mestres para transmitir conhecimento às milhares de pessoas interessadas em ingressar no setor ou até mesmo aos quadros profissionais de empresas da construção, da incorporação e do financiamento imobiliário.

O Ibrafi associou-se à nata da academia, em convênio com a Sociedade Latino Americana de Estudos Imobiliários (Lares), ligada à Escola Politécnica da USP. Tem parcerias com universidades corporativas do Bradesco (Unibrad) e do Secovi e com algumas das principais incorporadoras do País. Dispõe, atualmente, de um corpo especialmente qualificado de professores, entre os quais estão Agesinaldo Matos, Alberto Carneiro Marques, Amauri Mansano, Arley Custodio Fonseca, Daniel Carrasqueira, Eduardo Ferreira, Elton Eiras Tavares, Emilio Alvarez Prieto Neto, Henrique Ferraz de Mello, Hus Morgan Daroque, Laudo Teixeira, Leonardo de Paula Longo, Maurício Antonio Rosa, Olivar Vitale, Reinaldo da Costa Gomes, Ricardo Lacaz Martins, Tales de Freitas Chainho. Os mestres do Ibrafi atuam nas mais diversas áreas, como altos executivos de instituições financeiras de ponta, responsáveis por áreas de especialização nos meios universitários, oficiais de Registro de Imóveis e economistas e advogados voltados para o crédito imobiliário, alguns dos quais que atuam ou já atuaram em funções-chave na Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Estão plenamente habilitados para oferecer aos participantes dos cursos o que há de mais atual no conhecimento da atividade do financiamento imobiliário.

Em especial, o Ibrafi está hoje empenhado em preparar o pessoal para obter qualificação para operar os instrumentos da securitização, que inclui novos instrumentos, como as Letras Imobiliárias Garantidas (LIGs) prestes a ser reguladas e entrar no mercado. Entre os desafios, a implantação de um forte mercado secundário de recebíveis imobiliários, de classe mundial, capaz de atender investidores brasileiros e estrangeiros.

O Ibrafi tem sua agenda orientada para construir, através da educação, um mercado imobiliário maior, mais sólido e mais desenvolvido. Esse é o compromisso do Ibrafi.

Gilberto Duarte de Abreu Filho
Presidente da Abecip

SIGA-NOS NO TWITTER